Pesquisar este blog

Importante

Leiam o último recado postado.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace

Escrito por Jack Kerouace e lançado em 1957, sendo sua obra-prima. O livro é um dos principais expoentes da geração beat dos Estados Unidos, famoso movimento de caráter artístico e social dos anos 50, sendo uma grande influência para a juventude dos anos 60, que colocava a mochila nas costas e botava o pé na estrada.
A história é narrada por Sal Paradise, que junto com Dean Moriarty cruzam os Estados Unidos de carro,  empreenderando numa viagem que todos os jovens um dia sonharam em fazer, repleta de garotas, bebidas e, acima de tudo, liberdade. Ao contar a história de como os dois amigos atravessaram os Estados Unidos, Kerouac inaugurou um novo tipo de prosa, que funciona como uma trilha sonora interna ao livro, que vai se desprendendo das palavras, das frases, dos blocos de texto. Essa escrita que tem o ritmo das ruas une a realidade ao sonho, transformando o que era uma viagem em uma busca espiritual.

 
O livro foi adaptado em 2012 aos cinemas pelo diretor Walter Salles, vejam o trailler do filme.




Link para dawnload: http://minus.com/lbiC0GHm1kevMc
 
Livro The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace pdf; Livro The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace baixar; Livro The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace download; Baixar The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace livro pdf; Download The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace Livro ; pdf  The on road - Pé na estrata_Jack Kerouace livro;

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Laranja Mecânica


Laranja Mecânica


_ A Clockwork Orange, no original, o título provém de uma expressão anglo-saxã "As queer as a clockwork orange", ou, em uma tradução simplificada, "Tão bizarro quanto uma laranja mecânica".
É um livro de Anthony Burgess escrito em 1962. A Laranja Mecânica, é um relato autobiográfico de Alex, um jovem inteligente, admirador de Beethoven, sexo, drogas e ultraviolência. Na luta constante para afirmar sua individualidade, das piores maneiras possíveis.Contra uma sociedade hipócrita, que longe de conseguir resolver suas contradições, se utiliza de métodos repressivos como se pudesse extirpar o "mal", ignorando que esse é inerente ao homem.

"Mais ainda, a ruindade faz parte do ser, do eu, tanto em mim quanto em vocês no odinoque, e este eu é feito por Bog, ou Deus, e é o seu grande orgulho e radoste. Mas o não-ser não pode aceitar o mal, quer dizer, os do governo, os juizes e os colégios não podem permitir o mal porque não podem permitir a individualidade. E não é a nossa História moderna, meus irmãos, a história de bravas individualidades malenques lutando contra essas máquinas enormes? Quanto a isto, meus irmãos, eu estou falando com toda a seriedade. Mas, o que faço, faço porque gosto."

Mesmo Escrito em 1962, notaram alguma diferença com a realidade? Pelo seu conteúdo critico e "profético" da sociedade moderna, Antonhy Burguess, com certeza está no mesmo nível de importância para literatura quanto George Orwell e Aldous Huxley, que provavelmente foram autores que lhe inspiraram. Nascido na Inglaterra em 1917, lutou na 2º Guerra Mundial, o que lhe deu uma boa idéia da brutalidade e selvageria que o homem pode chegar e todas as medidas repressivas e totalitárias que podem vir agregadas em utopias de mundos justos e igualitários.



O livro foi adaptado aos cinemas por Stanley Kubrick em 1971 vejam o video que é o inicio do filme.


Link para Dawnload:
http://filosofianreapucarana.pbworks.com/f/Anthony+Burgess+-+Laranja+mecanica.pdf


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A Arte da Guerra_Sun Tzu


É um tratado militar escrito durante o século IV a.C. pelo estrategista conhecido como Sun Tzu. O tratado é composto por treze capítulos, cada qual abordando um aspecto da estratégia de guerra, de modo a compor um panorama de todos os eventos e estratégias que devem ser abordados em um combate racional.

"Diz-se, pois se conheces o inimigo e conheces a ti mesmo, tua vitória não será posta em risco. Se conheces o céu e conheces a Terra, tua vitória pode ser plena.”(Sun Tzu)

Hoje, A Arte da Guerra parece destinado a secundar outra guerra: a das empresas no mundo dos negócios. Assim, o livro migrou das estantes dos estrategistas para as do economista e do administrador